Constanza Dalla Porta

é uma estudante de doutorado no departamento de história da Universidade de Princeton. Ela estuda direitos humanos na América Latina moderna.

As ditaduras latino-americanas não praticaram uma “guerra suja”. Era terrorismo de Estado.

As ditaduras militares contaram com práticas sistemáticas de tortura e desaparecimentos para erradicar todos os oponentes políticos – reais ou imaginários. Procurando esconder o terror unilateral do regime, a direita ainda se refere a esses anos como uma “guerra suja”. Mas a única maneira de descrever um regime é analisando seus objetivos e métodos.