Francesco Massimo

é um pesquisador do trabalho em Paris e coeditor de um relatório sobre as relações industriais na Amazon publicado pela Fundação Rosa Luxemburgo.

A greve na Amazon italiana mostra que trabalhadores do mundo podem se unir contra multinacionais

No final de março, trabalhadores da Amazon fizeram a primeira greve contra a empresa na Itália. A gigante de Jeff Bezos usa há muito tempo a subcontratação, as contratações temporárias e um labirinto burocrático para dividir a classe trabalhadora – mas trabalhadores sindicalizados se uniram aos entregadores terceirizados em uma causa comum.

WordPress Appliance - Powered by TurnKey Linux