O caminho brasileiro para o socialismo

27 / fevereiro

Theotônio dos Santos

O economista Theotônio dos Santos nos deixou neste dia em 2018. Para relembrar o legado de um dos formuladores da Teoria da Dependência, publicamos um trecho do seu livro "O caminho brasileiro para o socialismo", onde discute a relação entre hegemonia, imperialismo e luta de classes.

O humanismo revolucionário de Frantz Fanon

26 / fevereiro

Peter Hudis

O filósofo, psiquiatra e militante revolucionário Frantz Fanon foi uma figura-chave na luta contra o colonialismo europeu. O pensamento inovador de Fanon sobre o racismo e sua relação com a opressão de classe ainda tem muito a nos ensinar atualmente.

A guerra fria britânica contra a América Latina continua

26 / fevereiro

Daniel Hunt

Apesar de se autodeclarar como um bastião da justiça internacional, documentos recentemente divulgados revelam o envolvimento da Grã-Bretanha em golpes em toda a América Latina. A lista vai do apoio ao golpe militar contra o presidente socialista Salvador Allende e treinamento de tortura no Brasil no século passado ao apoio dado a Juan Guaidó e Jair Bolsonaro atualmente.

Como a CIA ajudou a popularizar o LSD enquanto tentava controlar nossa mente

25 / fevereiro

Alex de Jong

Em busca das melhores técnicas para controlar a mente, a CIA conduziu horríveis testes em cobaias involuntárias. A história de programas como o MK-Ultra mostram um lado arrepiante sobre como o governo dos EUA transformou seus próprios cidadãos em ratos de laboratório – e destruiu suas vidas para sempre.


"O surgimento da revista Jacobin tem sido uma luz em tempos obscuros. Uma contribuição
realmente impressionante à sanidade -- e à esperança."
NOAM CHOMSKY, UM CARA MUITO INTELIGENTE.
APOIE-NOS TAMBÉM


  • edição especial
  • verão de 2020

Derrubem este muro!

NESSA EDIÇÃO

Todo Poderoso (demais)

Silas Malafaia, pioneiro no televangelismo e um dos pastores mais rico do Brasil, encontrou no casamento entre moralismo religioso, autoritarismo e liberalismo econômico a agenda política ideal para o neopentecostalismo de sua igreja.

A descarada mamata bilionária dos militares

19 / fevereiro

Milton Figueiredo Rosa

Como uma casta aristocrática, os militares vêm acumulando benefícios desde o século XIX e são os únicos que tiveram aumento no orçamento nos últimos anos, chegando a R$ 118 bilhões, igual ao ministério da Saúde. A diferença é que um atende toda população brasileira, enquanto o outro alimenta um seleto grupo com picanha, uísque, hotéis de luxo e uma nababesca previdência - desfrutada por 68 mil filhas "solteiras".

O novo governo tecnocrático da Itália é um insulto à democracia

11 / fevereiro

Paolo Gerbaudo

O presidente italiano nomeou o banqueiro Mario Draghi, ex-chefe do Banco Central Europeu, para formar um governo “técnico”. Na verdade, este é mais um dos governos tecnocráticas destinadas a impor medidas de austeridade impopulares – um programa profundamente ideológico que os italianos nunca votaram.

O que aconteceu com aquele PT?

10 / fevereiro

Lincoln Secco

Há 41 anos, desafiando a ditadura, nascia o Partido dos Trabalhadores. O partido marcou as pautas da esquerda brasileira durante décadas, mas abandonou algumas lutas e cometeu uma série de erros em nome do “republicanismo”, alimentando o aparato jurídico-repressivo que acabou se tornando o seu próprio algoz.

Banco Central independente de quem?

10 / fevereiro

Juliane Furno

Desde os anos 1980, liberais usam falsas premissas para defender a "independência" do Banco Central, com objetivo de privatizar os rumos da política econômica do país e esvaziar o poder do voto popular. Para que não coloquemos a raposa para cuidar do galinheiro, a única independência que precisamos é em relação aos seus “fiscalizados”, ou seja, os próprios bancos.

A desinformação como método: Bolsonaro e o novo regime de verdade na pandemia

09 / fevereiro

Letícia Cesarino

Marketing de massa, operações psicológicas militares e tecnologias cibernéticas sempre andaram juntos na história. O “caos como método” bolsonarista tem eficácia no atual estágio do capitalismo neoliberal, que dissemina incerteza e confusão em um mundo de crise permanente. Com uma narrativa antissistema ao mesmo tempo que depende do sistema para sobreviver, Bolsonaro insiste em uma auto-imagem de autoridade ao mesmo tempo que delega tudo para os outros.

ASSINATURAS

Plano
Internacionalista

R$ 25,00

Assinar

Plano
Jacobino

R$ 70,00

Assinar

Plano
Bolchevique

R$ 130,00

Assinar

Plano
Institucional

WordPress Appliance - Powered by TurnKey Linux