Razão, revolta e Jacobin Brasil

28/05/2019

Por
sabrina fernandes

Chega em nosso país a revista mais polêmica, e marxista, da atualidade.

Ilustração de Rob Pybus

A revista Jacobin foi fundada por Bhaskar Sunkara em 2010 em Nova York. Seu objetivo era simples: organizar debates socialistas profundos, porém acessíveis. Desde então, Jacobin é lida por socialistas, mas não apenas socialistas. Sua função é ampliar discussões, destrinchar diferenças, promover sínteses e contextualizar o marxismo no século 21 – para o desgosto daqueles que insistem em dizer que Marx e sua trupe são anacrônicos.

Com o tempo, Jacobin passou a expandir suas análises para temas e regiões além dos Estados Unidos e espaços anglófonos. Artigos sobre o Sul Global e o Brasil – trazendo posições diversas de autores locais – se tornaram cada vez mais comuns. A audiência também cresceu por aqui e a revista passou a enviar até mesmo edições impressas para assinantes no Brasil.

Agora, nosso país ganha sua própria versão, lusófona e brasileiríssima. Nasce Jacobin Brasil. Nossa revista se junta à Jacobin Italia e a parceiros na Alemanha com a Ada Mag e no Reino Unido com a Tribune. Provavelmente, não seremos a última aventura de expansão da rede Jacobin. Somos, porém, a primeira sucursal no Sul Global e que abordará assuntos principalmente da perspectiva de locais subdesenvolvidos, afetados pelo imperialismo e que lidam com dilemas muito particulares na formação do capital e da classe trabalhadora.

Não estamos sozinhos. Nosso portal e nossa revista se une a um time importante de portais de esquerda e progressistas em geral que perseveram nessa conjuntura. Chegamos para somar. Trazemos e convidamos colaboradoras e colaboradores com diversas visões dentro do campo socialista. Não queremos promover uma interpretação única de eventos e fatos políticos, mas buscar unificar os debates dentro da coerência socialista. Entre nós, há militantes de diferentes pontos da trincheira que entendem a importância de se comunicar bem e com substância em tempos de anticomunismo, perpetrado desde o campo fascista ao liberal.

Não somos uma revista acadêmica e nossos artigos passam por um trabalhoso processo de edição para garantir equilíbrio entre precisão, robustez teórica e uma linguagem sem rodeios. Queremos ser lidos por todos aqueles interessados – e que seu interesse venha a ser de se juntar aos socialistas também.

Temos objetivos ousados, mas também entendemos as dificuldades no meio editorial brasileiro neste momento. Parceiros como a Fundação Rosa Luxemburgo foram essenciais para garantir nossa chegada e pretendemos começar com duas edições impressas anuais. O site é desenvolvido para movimentar debates e agregar colaboradores. Teremos traduções dos artigos de nossa matriz anglófona e nossos artigos originais em português também terão vazão em nossa rede internacional. A revista Jacobin constrói pontes entre debates, países e militantes. Você que já nos lia ou colaborava e você que acabou de nos conhecer são parte desse esforço.

Sejam bem-vindos ao portal Jacobin Brasil!

Sobre os autores

é doutora em Sociologia e militante ecossocialista. Escreve e edita para a Jacobin em inglês e é consultora editorial da Jacobin Brasil.