Juliana Meato

é educadora popular, professora e historiadora pela Universidade Federal Fluminense. É professora de História da rede privada do DF, coordenadora do setorial de mulheres do Fórum de Segurança Alimentar e Nutricional dos Povos Tradicionais de Matriz Africana – Águas Lindas-GO/Paranoá-DF, participa do Comitê de Campanha pelo Direito à Educação e organiza o Círculo de Cultura Dialogicidade.

Por uma pedagogia da escuta

No centenário do pedagogo e militante socialista Paulo Freire vale resgatar uma das questões centrais da Educação Popular: o processo de escuta. Precisamos voltar a escutar as ruas e os movimentos, sobretudo indígena, para estabelecer diálogos e travar o bom combate na transformação social.

WordPress Appliance - Powered by TurnKey Linux