David Broder

é historiador do comunismo francês e italiano. Ele está atualmente escrevendo um livro sobre a crise da democracia italiana no período pós-Guerra Fria.

O fim do antifascismo europeu

O Parlamento Europeu condenou o comunismo como equivalente ao nazismo. Com base numa leitura fantasiosa da história, essa resolução criminaliza o “radicalismo” como se fosse “totalitarismo” — e desvaloriza a superioridade moral daqueles que lutaram contra o fascismo.