David Broder

é historiador do comunismo francês e italiano. Ele está atualmente escrevendo um livro sobre a crise da democracia italiana no período pós-Guerra Fria.

“Não vamos trabalhar durante o coronavírus”

Itália, o país europeu mais atingido pelo coronavírus, anunciou o fechamento quase completo do comércio, mas muito locais de trabalho não essenciais continuam operando. Agora, os trabalhadores estão entrando em greve para impedir que os patrões arrisquem suas vidas.

Os socialistas inventaram as férias de verão

O trabalho no verão é insuportável, sobretudo quando não temos a perspectiva de um tempo de folga mais à frente. Na França dos anos 30, o movimento trabalhista fez da luta por férias remuneradas uma prioridade – e obrigou os patrões a pagar pelo nosso lazer na praia.

Estamos em lagrimas. Mas nosso dia chegará

O resultado das eleições britânicas foi um golpe devastador. Permitir que os Conservadores se apresentem como defensores do Brexit garantiu a derrota – e entregou áreas trabalhistas históricas para o partido dos patrões. Entretanto, com uma organização socialista mais ousada, teremos mais chances para tomar o poder.

Domenico Losurdo, um crítico da hipocrisia liberal

Falecido ano passado, marxista italiano era contundente em suas críticas, expondo as falsas assimetrias que liberais, e alguns pensadores da esquerda ocidental, se utilizavam para reescrever a História.

O fim do antifascismo europeu

O Parlamento Europeu condenou o comunismo como equivalente ao nazismo. Com base numa leitura fantasiosa da história, essa resolução criminaliza o “radicalismo” como se fosse “totalitarismo” — e desvaloriza a superioridade moral daqueles que lutaram contra o fascismo.