Valerio Arcary

é historiador, militante do PSOL (Resistência) e autor do livro :O Martelo da História. Ensaios sobre urgência da revolução contemporânea" (Sundermann, 2016).

Adeus, Otelo

Otelo Saraiva de Carvalho, um dos principais estrategistas da Revolução dos Cravos, morreu essa semana. Com uma personalidade carismática que transbordava paixão e sinceridade, parecido Chávez e Lamarca, ele e seus camaradas colocaram fim nos 48 anos de ditadura salazarista em Portugal.

A cooptação de junho de 2013, oito anos depois

Nas avaliações históricas há o perigo de se cair numa ilusão de ótica anacrônica que faz uma interpretação das lutas do passado somente pelos seus resultados do presente. A faísca de Junho de 2013 não foi a semente reacionária em que vivemos. Os manifestantes queriam mais serviços públicos, não o nacionalismo protofascista e neoliberal de Bolsonaro.

Por uma Frente Única com um programa anticapitalista

O governo Bolsonaro não vai “cair de maduro”, ele deve ser social e, politicamente, derrotado nas ruas ou nas urnas. Para que a esquerda saia da defensiva para uma ofensiva, Valério Arcary resgata as táticas e estratégias de Lenin e Trotsky para reverter esta crise em favor da classe trabalhadora.

História, natureza e crises do PT

Permanecem vivas as controvérsias de critérios para a apreciação histórica dos partidos políticos. Só não se pode julgar um partido por aquilo que ele pensa sobre si próprio.

WordPress Appliance - Powered by TurnKey Linux