Uma socialista no Oscar

13/02/2020

Por
Ed Rampell

Tradução
Cauê Seigner Ameni

Um dia antes de citar Karl Marx no Oscar, Jacobin conversou brevemente com a co-diretora de “Indústria americana”, Julia Reichert, para saber mais sobre suas raízes no socialismo democrático e sua longa história na esquerda.

Mark Ruffalo (segundo da esquerda) com Jeff Reichert, Julia Reichert e Steven Bognar, vencedores do Oscar de melhor documentário com "Indústria Americana", em 9 de fevereiro de 2020 em Hollywood, Califórnia. (Rachel Luna / Getty Images).

Na cerimônia de premiação do Film Independent Spirit Awards, Julia Reichert mencionou “desigualdade de renda” em seu melhor discurso público na premiação do documentário “Indústria americana”. O primeiro filme lançado pela Higher Ground Productions de Barack e Michelle Obama é um documentário sobre um capitalista chinês que reabre uma fábrica fechada em Ohio, empregando milhares de trabalhadores norte-americanos.

Durante a coletiva de imprensa do Spirit Awards na praia de Santa Monica, perguntei a Reichert, que já havia sido indicado ao Oscar pelos documentários de 1976 e 1983 Union Maids e Seeing Red: “Você acha que o socialismo é a resposta para a desigualdade de renda?” Reichert respondeu perguntando quantas pessoas haviam visto o Seeing Red, que era sobre os membros do Partido Comunista dos EUA, e riu quando eu parecia ser o único jornalista da mídia a ter visto.

Reichert, que estava ao lado co-diretor do “Indústria americana”, Steven Bognar, continuou dizendo: “Eu volto um longo caminho, antes de Bernie Sanders. Volto aos anos sessenta – sou velha. Eu acho que o socialismo é a resposta para o nosso país? Todos nós deveríamos. . . compartilhar a riqueza. Deveríamos tributar as pessoas mais ricas. O acesso à saúde deve ser para todos. É mais parecido com o que eu chamaria de ‘socialismo democrático feminista’. E é sobre isso que eu sempre fui a favor. E ninguém mais me pergunta isso”, ela refletiu.

“Sabe, é engraçado, costumávamos falar, no final dos anos sessenta e início dos anos setenta, sobre ‘feminismo socialista’ e ‘socialismo democrático’ e ‘poder do trabalhador’. E então, durante os anos Reagan e depois, ninguém mais falou sobre isso. E agora estamos falando sobre isso novamente. Isso é bom”, ela continuou.

Reichert foi membro do Novo Movimento Americano, um dos dois grupos que se fundiram para formar os Socialistas Democratas da América (DSA) em 1983.

Na noite seguinte, ao ser indicado ao Oscar, ela finalmente teve a chance de fazer um discurso na premiação do “Indústria americana”, que ganhou o prêmio de melhor documentário. Durante a entrevista, Reichert citou O Manifesto Comunista, de Karl Marx e Friedrich Engels, proclamando ao vivo televisão: “Os trabalhadores têm cada vez mais dificuldade hoje em dia – e acreditamos que as coisas melhorarão quando os trabalhadores do mundo se unirem!”

No documentário de Reichert, Cao Dewang, o bilionário chines, adquire uma fábrica da General Motors em Ohio fechada em 2008 e a reabre como Fuyao Glass America.

Cao contratou dois mil funcionários nos EUA em meio ao alarde sobre o investimento. Mas, à medida que a empresa lutava para obter lucro, as condições de trabalho se deterioraram aceleradamente e os salários foram mantidos tão baixos que alimentaram um extenso esforço de sindicalização.

Esse esforço é combatido com sucesso pela empresa, que contratou consultores anti-sindicais e ameaçou a produção.

O novo filme de Reichert, parecido com “Indústria americana” também co-dirigido com Steven Bognar, 9to5: The Story of a Movement, conta a história de um grupo de trabalhadoras de escritório de Boston que se organizaram no início dos anos 1970. Será lançado em maio.

Sobre os autores

é um historiador / crítico de cinema de Los Angeles e autor de "Progressive Hollywood: A People’s Film History of the United States" e co-autor do The Hawaii Movie and Television Book.

Sobre o autor

Ed Rampell é um historiador / crítico de cinema de Los Angeles e autor de "Progressive Hollywood: A People’s Film History of the United States" e co-autor do The Hawaii Movie and Television Book.