Press "Enter" to skip to content

Deixando o castelo do vampiro

Um dos textos mais polêmicos do filósofo e crítico cultural marxista Mark Fisher denuncia os excessos vampíricos do mundo virtual, mostra o esvaziamento político estratégico das redes sociais e o encastelamento pequeno burguês imposto pela economia de curtidas que apaga os laços afetivos entre as pessoas.

Não prestar para nada

Mark Fisher, autor de "Realismo Capitalista", nos deixou cedo demais, em um dia como esse há exatos 5 anos. Ele sabia que depressão era um fenômeno coletivo, e não meramente individual, como afirma a ideologia dominante - e por isso nos convidava a lutar para converter o sofrimento privatizado em raiva politizada.

Contra o fim da História

O iconoclasta pensador marxista Mark Fisher nasceu neste dia em 1968. Seu legado intelectual ajudou a inspirar uma geração e suas obras se tornaram hoje uma referência incontornável no campo da cultura, filosofia e política. Além de denunciar as consequências do neoliberalismo realmente existente, o pensamento de Fisher nos ajuda a ver para além da ideologia de que "não há alternativa".

O fim do futuro

Tanto a esquerda quanto a direita costumavam articular visões radicalmente diferentes de futuro. Hoje, todo o espectro político olha para trás, com o objetivo de restaurar o passado - pois estamos vivendo uma era de restauração, não de reação, revolução ou reforma.

DIGITE SEU E-MAIL PARA RECEBER NOSSA NEWSLETTER

2023 © - JacobinBrasil. Desenvolvido & Mantido por PopSolutions.Co
WordPress Appliance - Powered by TurnKey Linux